F.A.Q.

PERGUNTAS FREQUENTES

01 - O que é Centro Nacional de Mídias da Educação?

É um conjunto de ações para a implementação de proposta de educação presencial mediada por tecnologia, cujo objetivo principal é a construção coletiva e democrática de conhecimento. O CNME constitui-se em uma ferramenta importante de apoio à implementação do Novo Ensino Médio, com impacto, também, no desenvolvimento do Programa Nacional do Livro – PNLD, no Programa Educação Conectada, e no Programa de Formação Continuada de Professores, dentre outros.

02 - Quais são os objetivos do Centro Nacional de Mídias da Educação?
  • Apoiar a formação continuada no âmbito da Política Nacional de Formação de Professores;
  • Fomentar a produção de recursos educacionais abertos compatíveis com a Plataforma Integrada de Recursos Educacionais Digitais do Ministério da Educação;
  • Desenvolver conteúdos educacionais conforme demandas e necessidades dos professores e das secretarias de educação;
  • Assegurar o protagonismo dos alunos, dos professores e das redes de ensino.
03 - O que as ações do Centro Nacional de Mídias da Educação trazem de novo para a escola?
  • Disseminação de conhecimento por meio de interatividade entre diferentes contextos com participação ativa de estudantes, professores mediadores nas salas de aulas e professores ministrantes nos estúdios;
  • Promoção de interações entre várias comunidades localizadas em diferentes estados e regiões, em tempo real;
  • Transposição de limites geográficos, sociais e institucionais, garantindo participação de estudantes e professores de várias realidades, com experiências diversificadas dialogando e produzindo novos conhecimentos de forma interdisciplinar.
04 - Como estão sendo implementadas as ações do CNME?
  • Primeira Etapa – agosto a dezembro de 2018, com a participação de 17 Estados e do Distrito Federal; atendimento a 150 escolas localizadas no DF e em 119 municípios, correspondendo a cerca de 6 mil estudantes;
  • Segunda Etapa – janeiro a dezembro de 2019, com previsão de atendimento para 500 escolas, beneficiando até 45 mil estudantes;
  • Terceira Etapa – a partir de 2019, com previsão de expansão para todas as etapas da Educação Básica, de acordo com a demanda do DF, estados e municípios, observada a disponibilidade orçamentária e financeira.

Para participar integralmente, as secretarias devem fazer adesão em instrumento próprio disponibilizado pelo MEC, no módulo Educação Conectada do Sistema Integrado de Monitoramento Execução e Controle (SIMEC).

05 - O que o estado precisa fazer após a adesão?

As secretarias de estado da educação devem indicar as escolas e professores que farão parte das ações do CNME e participarão do processo de formação. E necessário equipar escolas com aparatos tecnológicos e realizar a formação dos professores que irão trabalhar no projeto.

06 - O Centro Nacional de Mídias da Educação é um programa de Educação a Distância?

Não, o CNME é uma proposta de ensino presencial mediado por tecnologia, cujo objetivo principal é a construção coletiva e democrática do conhecimento. Conforme previsto na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996):

Art. 36 O currículo do ensino médio será composto pela Base Nacional Comum Curricular e por itinerários formativos, que deverão ser organizados por meio da oferta de diferentes arranjos curriculares, conforme a relevância para o contexto local e a possibilidade dos sistemas de ensino.(…)

§ 11. Para efeito de cumprimento das exigências curriculares do ensino médio, os sistemas de ensino poderão reconhecer competências e firmar convênios com instituições de educação a distância com notório reconhecimento (…)

VI – cursos realizados por meio de educação a distância ou educação presencial mediada por tecnologias.

07 - Qual é a interface do CNME com outros programas e ações da Educação Básica?

O CNME constitui-se em uma ferramenta importante de apoio à implementação do Novo Ensino Médio, com impacto, também, no desenvolvimento do Programa Nacional do Livro – PNLD, no Programa Educação Conectada, e no Programa de Formação Continuada de Professores, dentre outros.

08 - Com a introdução do Centro Nacional de Mídias da Educação, o professor perde seu papel?

O professor continua como o principal mediador da aprendizagem, e tem apoio de outro professor especialista presente no estúdio. Tanto o professor do estúdio quanto os professores das salas de aulas são servidores das redes.

09 - Qual o papel do professor do estúdio?

Ele é responsável pelo planejamento das aulas, apresentação dos conteúdos e interações com os alunos de sala de aula. Os professores e os estudantes são os grandes protagonistas do processo.

10 - Qual o papel do professor Mediador ou de sala de aula?

Indica o tema a ser desenvolvido, acompanha as aulas, discute com alunos e faz todo o processo de mediação dos alunos com o professor de estúdio.

11 - Como os professores serão preparados para sua prática em sala de aula para trabalhar com essa tecnologia?

A cada início de ano letivo, haverá uma formação de 40 h/a para os professores mediadores. Além das metodologias ativas, os professores serão estimulados a trabalharem com tecnologias. Já o professor de estúdio, além da formação pedagógica, receberá formação técnica em áudio visual.

12 - As novas tecnologias aumentarão a carga de trabalho dos professores?

Não, cada rede de ensino define a melhor forma para desenvolver o trabalho. Os professores mediadores e de estúdio desenvolverão suas atividades dentro da sua carga horária.

13 - Como são selecionados os professores para trabalhar com essa proposta?

Cada rede de ensino seleciona e indica o professor, de acordo com o perfil pré-estabelecido para o trabalho.

14 - O objetivo é diminuir, no futuro, a oferta de ensino presencial e ampliar o ensino a distância na educação básica?

Não, a proposta é ampliar a oferta de ensino presencial mediada pela tecnologia, garantindo a equidade na disseminação do conhecimento: garantia a milhares de estudantes, em tempo real, ao acesso de conhecimentos produzidos por docentes da própria rede e por equipe pedagógica com alta qualificação.

15 - A escola precisa ter internet?

Sim, para transmissão ao vivo via satélite. A transmissão acontece direto do estúdio para sala de aula e da sala de aula para o estúdio.

16 - Quais os equipamentos são necessários para a escola participar das ações Centro Nacional de Mídias da Educação?

Equipamentos instalados nas escolas participantes do CNME:

  • 1 Antena de 2,4 m de diâmetro;
  • 1 BUC (receptor e transmissor de dados);
  • 1 LNB (conversor de sinal de satélite);
  • 1 Modem satélite.
  • A conexão entre a antena e o modem é feita por cabos coaxiais.

Equipamentos diretamente para a sala de aula:

  • TV (a princípio 43”) ou um projetor de LED portátil, se o ambiente puder ser escurecido.
  • set-top box android
  • microfone
  • web câmera
  • cabos correspondentes
  • notebook do técnico a ser utilizado também pelo professor para interatividade
17 - Como os alunos participam das aulas?

Em cada sala de aula haverá um professor mediador da escola e um monitor por onde o professor que ministra a aula apresentará o conteúdo previamente proposto ao vivo. Após a aula, em um período previamente acertado, o professor mediador interage com os alunos, auxiliando-os a refletir e aprofundar o tema proposto. Após esta reflexão, o professor reaparece no monitor ao vivo e os alunos interagem diretamente com ele, dirimindo dúvidas ou fazendo comentários. Esta interatividade também pode ocorrer com alunos de outra escola de outro estado.
Os programas ocorrerão de hora em hora e as transmissões serão ao vivo. São utilizados recursos educacionais digitais para que ocorra a interação.

18 - Qual o objetivo do aplicativo para as ações do Centro Nacional de Mídias da Educação?
  • Apoiar o trabalho docente na implementação dos currículos estaduais e municipais e nos projetos pedagógicos das escolas;
  • Promover a interatividade, a reflexão coletiva sobre um tema por meio da educação presencial mediada por tecnologia.
  • Disponível para Android e iOS, possui formato de uma rede social da educação, permitindo assistir a transmissões ao vivo do CNME e de outros canais educacionais e interagir com colegas e professores.
  • O acesso é gratuito e disponível a todos.
19 - Quais serão os critérios para a participação das escolas no programa Centro Nacional de Mídias da Educação?
  • Adesão oficial ao programa por parte dos Governos Estaduais;
  • Cessão de professores da Rede para a participação nas ações.
FONTE
ALTO CONTRASTE